Shanay Freire’s Blog



Saudade…

Saudade. Taí uma palavra que pra mim não tem como comparar em nenhuma outra língua (sem ser o exemplo clássico de que não tem tradução em inglês). Nós, abençoados por ter o português como língua-mãe – e somente nós – sabemos o real significado e o verdadeiro poder da palavra “saudade”. Não que sejamos donos da sensação, mas a saudade é nossa… é do poeta… é minha.

Estranho como saudade se comporta. As outras “coisas do gênero” (que são entendidas por alguns como sentimentos, por outros como emoções) geralmente não levam o sufixo do plural. Você não ouve alguém por aí dizer “Sinto ódios dele”, ou “Meus amores por ele são tão grandes…” (embora amor possa aparecer no plural em outros contextos, já toma o sentido da representação física de alguém ou algo e não mais a emoção ou sentimento). Mas saudade é diferente. Diferente de tudo que se passa com a gente. “Estou com saudade”. “Estou com saudades”. Com “s” ou sem “s”, saudade é saudade. E aperta…

Definição de saudade no míni Aurélio que encontrei quando estava xeretando a estante do escritório do meu pai:

sau.da.de sf. Lembrança melancólica e, ao mesmo tempo, suave, de pessoa(s) ou coisa(s) distante(s) ou extinta(s).

Suave… quem é esse tal de míni Aurélio pra dizer que saudade é suave? Até pode ser, às vezes. Mas geralmente aperta. E quando aperta, vem lá do fundo aquela sensação incontrolável de uma coisa que vem subindo, subindo e rasga os tecidos, e embaça a visão… e quando a gente se dá conta, já inundou o travesseiro.

Depois daí, vamos atrás da definição do “Aurelião”, que ainda que também peque na palavra “suave”, vai mais além:

saudade. S. f. 1. Lembrança nostálgica e, ao mesmo tempo, suave, de pessoas ou coisas distantes ou extintas, acompanhada do desejo de tornar a vê-las ou possuí-las.

“Desejo de tornar a vê-las ou possuí-las”… Acho que esse desejo pode mover o mundo! O desejo de poder ver, tocar, beijar, abraçar ou de simplesmente sentir o calor de alguém que se foi, pode adquirir uma força tamanha capaz de abrir caminhos pelo meio do oceano. E feliz aquele que já experimentou saudade assim. Vive a vida mais intensa, mais valorizada.

Descobri, no fim das contas, que saudade vem do latim solitate que quer dizer “solidão”. E, de fato, quando sentimos saudade, nos sentimos solitários, ainda que em meio a uma multidão, pois nos falta aquela uma pessoa que nos faria toda a diferença.

E podemos até tentar categorizar saudade, dividir em tipos. Saudade de quem viajou, mas volta logo. Saudade de quem viajou e não volta mais. Saudade de quem faleceu. Saudade de um amor que se foi. Saudade de amigos de infância. Saudade de um brinquedo favorito. Saudade de ouvir histórias antes de dormir. Saudade da comida da vovó. E por aí vai. Mas a verdade é que cada vez que experienciamos saudade é de forma diferente. Um dia após o outro, um momento após o outro. É sempre diferente.

Mas, afinal, o que significa essa palavrinha única, incomparável, do nosso português? Que se explodam Aurélio, Michaelis, Houaiss ou qualquer outro que tente defini-la, pois saudade… só quem sabe é a gente.


Trackbacks & Pingbacks

Comments

  1. * Max says:

    Nem sábia que saudade significava tanta coisa as vezes nós falamos tantas vezes… e quando sentimos saudades de verdade não conseguimos espresar o que sentimos..

    | Reply Posted 7 years, 8 months ago
  2. * Gustavo Machado says:

    Realmente é qualquer coisa menos suave… hehehe

    | Reply Posted 7 years, 8 months ago


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: